Se Beber Não Case – Parte II

                                                                   Quando Ideias se Tornam um Formato

                            Durante as filmagens de Se Beber Não Case – Parte II (EUA, 2011) o diretor Todd Phillips assim declarou para a imprensa:
“O sucesso do filme tem a ver com as surpresas, as situações inesperadas que ajudam a manter a graça. (...) Como nos superarmos? Agora estamos mais à vontade com os personagens. Eles eram a surpresa no primeiro filme. Agora, a novidade tem de vir dos obstáculos e situações a que vamos submetê-los”.¹
                                Neste sentido, se, por um lado, o cineasta acerta ao ditar a receita do sucesso de público e crítica do primeiro filme, por outro, promete mais do que cumpre para a aguardada sequência.
                          Uma ressalva, porém, há ser feita: Phillips evita o padrão hype adotado pela maioria das continuações produzidas em Hollywood preferindo, portanto, manter-se fiel a seu trio de personagens principais, daí a história fincar o foco sobre eles sem apelar para coadjuvantes e/ou participações especiais desnecessárias.
O problema, entretanto, consiste no fato de que tal fidelidade não se resume aos protagonistas mas também ao já mencionado formato da produção anterior. Por isso, Se Beber Não Case II, enquanto comédia, se contenta em ser uma reedição das piadas de outrora – ainda que numa dose muito maior de elementos politicamente incorretos –, o que, convenhamos, é muito pouco quando comparado as idéias hilárias de tão absurdas trazidas na primeira parte.
Não fosse o bastante perder a oportunidade de dar um passo adiante na saga dos amigos envoltos em bebedeiras e confusões, Todd Phillips pesa a mão em determinadas sequências, impregnando a comédia com um estranho quê de violência, daí o ator Zach Galifianakis não exagerar ao dizer que “Se tirassem as piadas daria um belo thriller”², afinal, por vezes Se Beber...Parte II lembra mais um longa-metragem de aventura, tal qual Esquadrão Classe A. Assim, se este, porventura, tiver sido o viés escolhido para diversificar e dar personalidade própria a sequência, não há como negar que o tiro saiu pela culatra.
_____________________
1.     Revista Preview. Ed. 20. Ano 2. Maio de 2011. p.32.
2.     Op. Cit. P. 35

COTAÇÃO - ۞۞۞
Ficha Técnica
Titulo Original: The Hangover – Part II 
Direção: Todd Phillips 
Roteiro: Craig Mazin, Scot Armstrong, Todd Phillips 
Elenco: Aedin Mincks (Young Alan)Karen Jean Wu (Flight Attendant)Bradley Cooper (Phil Wenneck), Nick Cassavetes (tatuador), Sondra Currie (Linda Garner) Mike Tyson, William A. Johnson (Young Stu)Mamie Van Doren Ken Jeong (Mr. Chow)Todd Phillips (Mr. Creepy) Paul Giamatti(Kingsley), Jamie Chung Kelli Stoner (Mr. Chow's Girl)Zach Galifianakis (Alan Garner)Justin Bartha (Doug Billings)Ed Helms (Stu Price) 
Estreia no Brasil: 27 de Maio de 2011 
Duração: 102 minutos

Comentários

POSTS RECENTES MAIS LIDOS