Confiar

                 Filão Pedagógico

      Certa vez, pesquisando na INTERNET críticas sobre o filme Educação¹ (Reino Unido, 2009), encontrei a opinião de uma internauta que afirmava que se um dia fosse mãe utilizaria o longa-metragem para exemplificar algumas das muitas armadilhas a que estão sujeitas as adolescentes. Confiar (EUA, 2010), por certo, engrossa esse filão pedagógico na medida em que, não sendo um filme de época, como aquele primeiro, mas sim contemporâneo, investiga mais a fundo os perigos enfrentados pelos jovens na medida em que situa a trama no contexto da realidade virtual hoje experimentada².
       Isto posto, a produção dirigida pelo ex-Friends David Schwimmer, deixa claro que se antes trancar cadeados e acionar alarmes representavam medidas de segurança quase que suficientes contra os males vindos de fora – como, aliás, se esmera em fazer o pai interpretado por Clive Owen –, atualmente ameaças adentram lares pela via dos computadores e telefones celulares, assumindo, portanto, feições quase que invisíveis. Dentro deste contexto, Schwimmer surpreende positivamente ao segurar o ritmo do filme sem apelar para o viés do suspense, mostrando, assim, seu único interesse: discorrer sobre o drama de pais estupefatos quanto a própria ignorância e de uma filha atordoada quanto ao fim em definitivo de sua ingenuidade. Tais conflitos, vale dizer, só não são melhores nem garantem mais credibilidade a obra por causa do pequeno aproveitamento do papel da mãe, vivida pela talentosa Catherine Keener, e, sobretudo, em razão da interpretação limitada da protagonista Liana Liberato³. Para fins pedagógicos, porém, resta mais do que satisfatório. 
__________________________
1. Leia mais sobre o filme em http://setimacritica.blogspot.com.br/2010/06/transgressao-atraves-de-prismas-opostos.html
2. Não deixa de ser curioso, de qualquer forma, como os títulos dos dois filmes se completam na medida em que educação e confiança são peças chave no que tange a árdua missão de criar um filho.
3. Ainda que fosse muito nova a época das filmagens, fica a imaginação do quanto a personagem não ganharia nas mãos, por exemplo, da hoje mais velha Chloe Moretz.   
 
Ficha Técnica
Título Original: Trust
Direção: David Schwimmer          
Roteiro: Andy Bellin, Robert Festinger
Produção: Avi Lerner, Dana Golomb, David Schwimmer, Ed Cathell , Heidi Jo Markel, Robert Greenhut , Tom Hodges
Elenco: Aislinn DeButch (Katie) Chris Henry Coffey (Charlie/Graham Weston)Clive Owen (Will Cameron) Garrett Ryan (Marcus Weston)Gordon Michaels (Jerry)Inga R. Wilson (Aunt Nicole)Jason Clarke (Doug Tate)Jennifer Kincer (Charlie's Mom) Joseph Sikora (Rob Moscone) Laura Niemi (Susanna)Lauren Hirte (Becky)Liana Liberato (Annie Cameron) Marty Bufalini (Grandpa Cal)Max Bassett (FBI Agent John Dawson)Milica Govich (Ms. Worley) Nicole Forester (Susanna) Noah Crawford (Tyler)Noah Emmerich (Al Hart)Olivia Wickline (Louise)Robert Axelrod (Gun Salesman) Ruth Crawford (Grandma Susan) Sarab Kamoo (Officer Gomez) Shenell Randall (Alexa)Spencer Curnutt (Peter)Tristan Peach (Charlie)Viola Davis (Gail) Yolanda Mendoza (Tanya) Zanny Laird (Serena Edmonds)Zoe Levin (Brittany), Catherine Keener
Estreia Mundial: 10.09.2010     Estreia no Brasil: 23.10.2011
Duração: 104 min.

Comentários

POSTS RECENTES MAIS LIDOS