Pedalando com Molière



Aula de Roteiro

Em Pedalando com Molière (França, 2011) dois atores se reúnem para ensaiar a peça O Misantropo; neste processo, a história de aversão ao ser humano e à natureza humana por aqueles encarnada acaba se confundindo, servindo de paralelo para o que eles próprios experimentam entre si e com os que lhe são próximos.
Não resta dúvida que essa fusão da ficção do texto de Molière e da realidade enfrentada pelos atores/personagens poderia resultar densa, sisuda, mas, eis que o roteiro de Philippe Le Guay inteligentemente envereda pelo caminho do humor tornando charmosíssimo o longa-metragem e, o que é melhor, sem jamais vulgarizá-lo. Não fosse o bastante, o mesmo roteiro ainda revela um notável destemor ao apostar num ponto de virada que inevitavelmente acarreta uma conclusão de gosto amargo, porém, deveras coerente seja com o que um dia escrevera Molière seja com o ser humano e sua natural essência mesquinha.
Por último, a análise restaria incompleta caso não fosse ressaltado que o êxito do produto final se deve não só a riqueza de seu texto mas também em muito aos onipresentes Fabrice Luchini e Lambert Wilson que juntos dão show entregando uma parceira, sem exageros, facilmente classificável como uma das mais marcantes do cinema francês.

FICHA TÉCNICA

Título Original: Alceste à Bicyclette
Direção e Roteiro: Philippe Le Guay
Produção: Anne-Dominique Toussaint
Elenco: Fabrice Luchini, Lambert Wilson, Maya Sansa, Camille Japy, Annie Mercier, Laurie Bordesoules
Fotografia: Jean-Claude Larrieu
Duração: 105 min.

Comentários

POSTS RECENTES MAIS LIDOS