J. Edgar/A Dama de Ferro

                   Parecidos Mas Nem Tanto

             J. Edgar (EUA, 2011) e A Dama de Ferro (Reino Unido, 2011) apresentam clara similitude por se tratarem de ‘biografias’ fílmicas de ilustres figuras do Poder Público mundial. Neste sentido, ambos os filmes revelam a admiração de seus roteiristas e diretores pelos seres  retratados, característica essa perceptível seja pela predileção em traçar abordagens humanas calcadas principalmente nos relacionamentos amorosos de cada protagonista seja, sobretudo, pela forma cautelosa com que as produções transitam pelas polêmicas existentes em torno de J. Edgar Hoover e Margaret Thatcher.
              Dito isso, Clint Eastwood demonstra todo o seu conservadorismo ao insistir, ainda que de modo velado, em atribuir justificativas aos desvios de conduta pessoais e principalmente profissionais de seu personagem principal, não permitindo, desta feita, que o espectador exerça seu próprio juízo de valor. Tamanha precaução e falta de isenção privam a obra de seu potencial bombástico, tornando-a, por conseguinte, uma arrastada e asséptica experiência.
                   De maneira ligeiramente contrária, Phyllida Lloyd não investe fundo na polêmica mas deixa que sua personagem fale por si só ou, para ser mais justo, por meio de Meryl Streep que, diferentemente do desempenho apático de Leonardo DiCaprio, entrega um trabalho inigualável quanto a riqueza de detalhes - o que denota sua capacidade de não se repetir em trejeitos e, ao contrário, se reinventar a cada novo papel que lhe é oferecido. Graças a Meryl, o filme cresce e leva o público a torcer por Tatcher – enquanto representante da ascensão feminina no âmbito da tomada de decisões políticas¹ – bem como a repudiá-la – na condição de política boçal e linha-dura que era – sem que essa bifurcação seja necessariamente beneficiada em algum de seus caminhos. São as mulheres ganhando com folga dos homens.
___________________________
1 “Talvez o feito de maior alcance global e histórico de Thatcher tenha sido a coalizão (e amizade) que formou com o presidente americano Ronald Reagan e o dirigente soviético Mikhail Gorbachev, a qual resultou no maior terremoto geopolítico do século XX: o colapso  da União Soviética e o fim da Guerra Fria”. (FONTE: Revista Veja. Ed. 2257. Ano 45. N° 8. São Paulo: Abril, 22.02. 2012. p. 97).

COTAÇÕES:
J. Edgar - ۞۞۞        
A Dama de Ferro - ۞۞۞۞ 


Ficha Técnica – J. Edgar
Direção: Clint Eastwood.  Roteiro:  Dustin " Lance " Black
Produção: Brian Grazer, Clint Eastwood, Robert Lorenz, Ron Howard
Elenco: Judi Dench (Anne Marie Hoover)Stephen Root (Arthur Koehler)Amanda Schull (Anita Colby)Michael Rady (Agent Jones) Tom Archdeacon (Bill Mahon)Zach Grenier (John Condon)Josh Stamberg (Stokes)Armie Hammer (Clyde Tolson) Josh Lucas(Charles Lindbergh)Ken Howard (Attorney General Harlan F. Stone)Kevin Rankin (Alexander Berkman)Dylan Burns (Young J. Edgar Hoover)Ed Westwick (Agent Smith)Damon Herriman (Bruno Hauptmann)Gunner Wright (Dwight Eisenhower)Miles Fisher (Agent Garrison)Christopher Shyer (Richard Nixon)Lea Thompson (Lela Rogers)Naomi Watts (Helen Gandy)Jeffrey Donovan (Robert F. Kennedy)Dermot Mulroney (Colonel Schwarzkopf)Ernest Harden Jr. (James Crawford)Larkin Campbell (H.R. Haldeman)Geoff Pierson (Mitchell Palmer)Leonardo DiCaprio (J. Edgar Hoover)Ary Katz (Agent Owens)
Estreia no Brasil: 27.01.2012              Estreia Mundial: 21.10.2011
Duração: 133 min.

Ficha Técnica – A Dama de Ferro
Título Original: The Iron Lady
Direção: Phyllida Lloyd . Roteiro: Abi Morgan. Produção: Anita Overland, Damian Jones
Elenco: Michael Pennington (Michael Foot)Alexandra Roach (Young Margaret Thatcher)Richard E. Grant (Michael Heseltine)Anthony Head (Geoffrey Howe)Jim Broadbent (Denis Thatcher)Meryl Streep (Margaret Thatcher)Olivia Colman (Carol)Roger Allam (Gordon Reece )Hugh Ross ( Christopher Soames )David Westhead (MacDermott)
Estreia no Brasil: 17.02.2012              Estreia Mundial: 16.12.2011
Duração: 105 min.

Comentários

LEIA TAMBÉM