Atividade Paranormal 4



Faltou o Coelho

O sucesso da franquia Atividade Paranormal se deve a eficiência com que, ao longo de seus três primeiros capítulos, conseguiu pregar sustos em plateias de todo o mundo. Neste sentido, não obstante parta de uma fórmula fixa – imagens supostamente reais vistas através de uma câmera subjetiva¹ – seus filmes normalmente retiravam algum novo coelho da cartola, o que conferia a cada capítulo um valor próprio², qualidade essa que, infelizmente, revela-se ausente no quarto episódio da série.
Sem qualquer carta na manga que garanta seu lugar na memória do público, Atividade Paranormal 4 (EUA, 2012) é o exemplar, dentre os demais, que menos tenta se passar por uma legítima gravação amadora e mais assume nuances cinematográficas, na medida em que utiliza truques de montagem, efeitos especiais mais complexos e até uma referência/homenagem ao clássico O Iluminado (EUA, 1980) de Stanley Kubrick. Talvez o uso desses elementos, vale especular, tenha sido a saída encontrada para camuflar não só a falta de qualquer fator inovador que marca negativamente o longa-metragem como também o roteiro preguiçoso que, além de repleto de lacunas, não hesita em repetir tipos e comportamentos vistos nas produções anteriores.
Ademais, não bastassem os deméritos já elencados, enquanto os volumes pretéritos demonstravam imensa paciência para trabalhar o suspense e preparar o efeito surpresa, esta quarta parte se apressa demasiadamente em aplicar sustos bobos quando não previsíveis e repetitivos. Terá, portanto, chegado o momento da série ser extinta? A sequência mostrada após os créditos finais mostra que para os produtores muito dinheiro ainda há de ser produzido a partir da franquia, seja essa uma boa ou uma péssima ideia.
___________________________
1.     A tentativa de se fazer passar por um verdadeiro registro audiovisual amador afasta esses filmes da categoria mockumentary, tendo em vista que tal rótulo é preenchido por obras que se assumem enquanto documentários profissionais mas que, na verdade, são produções sobre eventos e/ou pessoas irreais.
2.     No caso de Atividade Paranormal 3 não há como serem esquecidas as sequências envolvendo uma câmera amarrada na base de um ventilador, de forma que a cada movimento deste para esquerda ou para a direita ao espectador restava a apreensão quanto aquilo que poderia surgir na tela. No que tange Atividade Paranormal 2 sugere-se a leitura da crítica publicada no link http://setimacritica.blogspot.com.br/2010/11/atividade-paranormal-2.html.

Ficha Técnica
Título Original: Paranormal Activity 4
Direção: Ariel Schulman, Henry Joost
Roteiro: Oren Peli, Zack Estrin
Produção: Oren Peli,  Jason Blum, Akiva Goldsman, Steven Schneider
Elenco: Alisha Boe (Tara)Brady Allen (Robbie)Kathryn Newton (Alex), Katie Featherston (Katie) Matt Shively, Tommy Miranda (Jackson)
Estreia no Brasil: 19.10.12                  Estreia Mundial: 17.10.12
Duração: 90 min.

Comentários

POSTS RECENTES MAIS LIDOS