Trabalho Sujo


Duas Faces

Não deixa de ser interessante como a diretora Christine Jeffs aplica em Trabalho Sujo (EUA, 2008) um tratamento deveras ordinário para uma situação tão extraordinária quanto a junção de duas das mais belas atrizes da atualidade. Explique-se: Amy Adams e Emily Blunt vivem no filme imãs que para escapar da falta de perspectiva profissional abrem o próprio negócio, qual seja uma empresa responsável pela limpeza de cenas de crime. Ok, a premissa pode não ser inédita – vide o noventista Eles Matam e Nós Limpamos (EUA, 1996) –, mas ainda se revela muito curiosa eis que pouco explorada. Lamentavelmente, porém, a leveza ordinária e as pitadas de humor negro que permeiam a primeira metade do longa-metragem se esvaem perante uma toada melancólica e pesada que passa, então, a acompanhar a produção até seu desfecho, bifurcação essa comprometedora porque ineficiente quanto a tentativa de mesclar, de forma invisível, as duas faces da narrativa. Blunt e Adams, de qualquer forma, valem a investida; que a parceria se repita!

Ficha Técnica
Título Original: Sunshine Cleaning
Direção: Christine Jeffs                 Roteiro: Megan Holley
Produção: Jeb Brody, Peter Saraf, Marc Turtletaub, Glenn Williamson
Elenco: Amy Adams, Emily Blunt, Steve Zahn, Alan Arkin, Mary Lynn Rajskub, Eric Christian Olsen, Clifton Collins Jr., Maddie Corman
Fotografia: John Toon                  Trilha Sonora: Michael Penn
Estreia no Brasil: 31.12.2010        Duração: 91 min.

Comentários

POSTS RECENTES MAIS LIDOS